Pela Verdade, Liberdade e Informação




Se a informação é a nossa melhor arma, acabou de dar mais um passo para a fortalecer.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

A Nova Ordem Mundial (Introdução)

A Nova Ordem Mundial (NWO) é uma Teoria Conspiratória, na qual um grupo poderoso e secreto está planeando dominar o mundo através de um governo mundial único. A Nova Ordem Mundial seria um plano com o objetivo de derrubar governos e reinos do mundo, bem como erradicar em todo o mundo todas as religiões e crenças, para unificar a humanidade sob uma “nova ordem”, que seria baseada em uma ideologia extremamente uniforme, uma moeda única e uma religião universal. Eles querem manipular tudo e todos.

Nesta teoria, ocorrências significativas são ditas que são causadas por um grupo extremamente poderoso e secreto ou vários de grupos interligados. Acontecimentos históricos e atuais são vistos como passos de um curso planejado para governar o mundo principalmente através de uma combinação de políticas financeiras,corrupção política, engenharia social, controle mental, e o medo à base da propaganda (cultura do medo).
Origem; Wikipedia


Na teoria das relações internacionais, o termo Nova Ordem Mundial tem sido utilizado para se referir a um novo período no pensamento político e no equilíbrio mundial de poder, além de uma maior centralização deste poder. Apesar das diversas interpretações deste termo, ele é principalmente associado com o conceito de governança global.

Foi o presidente norte-americano Woodrow Wilson que pela primeira vez desenvolveu um programa de reforma progressiva nas relações internacionais e liderou a construção daquilo que se convencionou denominar de "uma Nova Ordem Mundial" através da Liga das Nações. Nos Estados Unidos a expressão foi usada literalmente pela primeira vez pelo presidente Franklin Delano Roosevelt em 1941, durante a II Guerra Mundial.

A Nova Ordem Mundial também é um conceito sócio-econômico-político que faz referência ao contexto histórico do mundo pós-Guerra Fria. Foi utilizada pelo presidente norte-americano Ronald Reagan na década de 1980, referindo-se ao processo de queda da União Soviética e ao rearranjo geopolítico das potências mundiais.

Origem: Wikipedia


Basicamente, consiste na unificação global através de uniões comerciais e da criação de um Governo Mundial, um projecto presidido por uma organização secreta ou um conjunto delas, no qual toda a população teria a mesma moeda, o mesmo governo e falaria a mesma lingua, sendo assim mais facilmente escravizada. As pessoas andariam controladas com chips de localização, não podendo por isso revoltar-se (como na época do Salazarismo em portugal, mas pior), desde crianças que lhes seriam injectadas juntamente com as vacinas certas substancias inibidoras de inteligência e capacidades, o que as tornaria passivas à realidade e sobretudo, ser-lhes is imposto um terror tão grande de sair da sua terra e de ir contra a lei que só conheceriam o mundo em que trabalhariam sem direitos, de manhã á noite, chegariam a casa e educavam os seus filhos da mesma maneira, transmitindo-lhes que era o melhor que existia, que o governo era bom por lhes dar segurança e que o mundo lá fora era perigoso.
Ou seja, seriam escravizados e agradeceriam por isso.

Apenas mais uma teoria da conspiração? Observemos de mais perto.

Como seria criada essa realidade?

Aconselho a leitura de um post prévio, de nome "Feudalismo" que explica mais alargadamente o esquema de pirâmide, para uma maior compreensão.

-No inicio seriam criadas cinco uniões económicas continentais: a União Europeia, a União norte-Americana (que englobaria os E.U.A, o México e o Canadá, cujas fronteiras estão agora a desaparecer, com a NAFTA), a União Africana (que já existe e cujo unico país africano que não faz parte actualmente é Marrocos), a União Sul-Americana (que englobaria os países da América do SUl) e a União Asiática (já proposta pelo ministro dos negócios estrangeiros do Irão e da qual fariam parte a Ásia e a Oceania).

-Entretanto, aterrorizariam a população com assuntos como o terrorismo, crianças desaparecidas, assassinios, crimes, etc. (aconselho a leitura de um post previo intitulado "Madelein McCain, falta de segurança e bulying", para melhor compreensão) para desculparem a implementação de medidas de segurança drásticas (como a implementação de um chip de localização), a perda da privacidade  (como quando George W. Bush pôs os telemóveis sob escuta depois do 11/9), a perda de direitos (como a lei saída também depois de 11/9 na qual os oficiais poderiam revistar uma casa, pedindo o mandato apenas depois, ou o facto de poderem deter pessoas, como jornalistas, por tempo indefinido sem uma acusação primeiro), etc. Assim a população estaria bem controlada.

-Construiriam também uma moral social universal, ou seja, uma imagem da pessoa "normal", assim quem não estivesse dentro da "normalidade", quem não seguisse o sistema de olhos vendados, quem fosse diferente, quem fosse para além da linha que separa a realidade "normal" e aparente da verdadeira era mal visto, posto de lado por não ser "normal" e por isso desencorajado a prosseguir e desencoranjando outros também que tivessem as mesmas ideias. Assim a população controlar-se-ia a ela própria.

Consegue reparar em alguma das coisas supra-citadas a acontecer?

-Posteriormente, em nome da paz e da abundancia geral, as cinco uniões comerciais continentais unir-se-iam numa outra, como é óbvio, que teria um presidente - o "lider mundial", colocado no poder pelas mesmas pessoas que põem hoje os nossos lideres no poder e que criam as crises sociais e económicas, arranjando soluções brilhantemente castradoras para as mesmas.

Quem são essas pessoas?







Alguma cara conhecida?

Aconselho vivamente, para mais informações sobre o assunto, o visionamento dos filmes "Zeitgeist", já anteriormente apresentado neste blog e "Endgame: Blueprint for Global Enslavement" que será apresentado num próximo post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário